Acoplagem foi automática. Nova tripulação ficará em órbita por seis meses.

A nave espacial russa Soyuz, com dois russos e estadunidense a bordo, se acoplou à Estação Espacial Internacional (ISS). O acoplamento da Soyuz, que decolou de Baikonur na sexta-feira, (07/10/201010) ocorreu à 22h01 de sábado em Brasília (4h01 de domingo em Moscou).

Segundo um porta-voz do Centro de Controle de Voos Espaciais russo, Valery Lydin, o acoplamento aconteceu de maneira automática e os três astronautas se transferiram para a ISS uma vez transcorridas as três horas necessárias.

No momento preciso do acoplamento, a NASA confirmou o êxito da manobra em transmissão de rádio realizada pelo centro russo. "Conexão confirmada", disseram os responsáveis pela supervisão da expedição.

Kelly, Kaleri e Skripochka (Foto: Alexander Nemenov / AFP)

Na Soyuz TMA-01M, uma versão modernizada da nave espacial utilizada pela Rússia para voos tripulados, viajam os russos Alexander Kaleri, experiente em voos espaciais, e Oleg Skripochka, em sua primeira missão espacial, e o estadunidense Scott Kelly, em seu terceiro voo ao espaço.

Com um total de 610 dias e quatro voos ao espaço antes desta missão, Kaleri é um dos cosmonautas russos com mais experiência. Sua primeira missão, na estação Mir, foi em março de 1992, logo depois do fim da União Soviética.

Na Estação, já estavam os estadunidenses Douglas Wheelock e Shannon Walker e o russo Fyodor Yurchikhin, que chegaram lá em junho.

A nova tripulação permanecerá em órbita por seis meses, tempo durante o qual a NASA planeja lançar duas missões do Ônibus Espacial para levar peças reserva, uma unidade de armazenamento e o Espectrômetro Magnético Alfa, um detector de partículas de US$ 2 bilhões. Os voos, marcado para novembro e fevereiro irão completar a construção estadunidense da ISS.

Scott, à direita, e Mark Kelly antes do lançamento (Foto: Dmitry Lovetsky / AP)

O irmão gêmeo idêntico de Scott Kelly, Mark, é o comandante da missão de fevereiro. Se o programa for mantido, será a primeira vez que dois parentes de sangue estarão juntos no espaço. Em 1992, marido e esposa voaram juntos numa missão do Ônibus Espacial. Eles se casaram após o início do treinamento.

"É animador", disse Scott Kelly numa entrevista antes do lançamento. "Eu obviamente conheço meu irmão há muito tempo e somos grandes amigos e é um privilégio compartilhar a experiência com alguém de quem você é tão próximo."

 

 

 

"Soyuz decola rumo à ISS", 08/10/2010

Anúncios