Semana passada, lançamento foi adiado cinco vezes. Se problemas não forem sanados até 6 de dezembro, missão só ocorrerá em fevereiro.

Os técnicos da NASA encontraram duas fissuras no tanque externo de combustível do ônibus espacial Discovery. Na semana passada, a missão que iria levar a nave até a ISS (Estação Espacial Internacional) foi adiada cinco vezes por causa de um vazamento de hidrogênio. O lançamento ficou para o fim de novembro.

Além do problema com o hidrogênio, verificado enquanto o tanque era abastecido, os especialistas detectaram uma rachadura de 51 cm na espuma isolante quando estavam esvaziando o hidrogênio e o oxigênio líquidos.

As fissuras estão na zona intermediária do tanque, que separa a parte com o hidrogênio líquido do local em que se encontra o oxigênio líquido. Os dois elementos formam o combustível que alimenta os três motores criogênicos do ônibus espacial.

Segundo o site da agência, "os engenheiros examinam fotos das fissuras para decidir a melhor forma de repará-las sobre a plataforma de lançamento".Trata-se de um reparo jamais realizado na plataforma de lançamento, destacou a NASA.

O lançamento do Discovery para sua última missão na ISS foi adiado, nas três primeiras ocasiões, por problemas técnicos. Na quarta vez, a justificativa foram questões meteorológicas. E a quinta vez foi o vazamento de hidrogênio. Se os reparos não forem concluídos até 6 de dezembro, a NASA deverá esperar até fevereiro para realizar a missão.

 

Anúncios