Satélite vai custar cerca de US$ 120 mi, cerca de um quinto dos atuais. Equipamento de monitoração e mapeamento pode ser usado em ajuda humanitária.

O Japão está desenvolvendo um satélite de monitoração cujo custo deve ser equivalente a um quinto do preço dos equipamentos atuais. A meta é ampliar a participação japonesa em mercados emergentes.

O satélite econômico custará cerca de US$ 120 milhões e será capaz de monitorar o impacto de desastres naturais e mapear regiões florestais.

O Ministério de Comércio anunciou que vai formar parcerias com empresas para desenvolver o satélite, que pode ser usado para vários fins, como ajuda humanitária até 2012.

A NEC, que participou do desenvolvimento da sonda Hayabusa, responsável pela coleta de amostras de um asteroide, será uma delas.

Egito, Brasil, Indonésia, Tailândia, Dubai e Cazaquistão serão os mercados visados pelos japoneses.

 

Anúncios