Aulas em escola de aeronáutica tiveram início. Mudando de assunto, você assiste a "Big Brother"?

(Que lead sem nexo!)

Olá! Tudo bem? Tive pouco tempo para escrever este post – tanto que ficou curtinho – e resolvi contar algumas coisas que aconteceram em janeiro, que passou voando (para mim, acho que literalmente). Vamos começar com o Blog. Neste mês, foi quebrado o recorde de acessos por dia. A média de acessos por dia também aumentou. E agradeço muito a vocês por isso!!!

Tenho recebido muitas mensagens de incentivo e com perguntas de astronomia. Leio todas e respondo assim que posso. Em janeiro, quis aproveitar melhor as férias e acabei não atualizando muito o BdA… Agora, estou me acostumando a uma nova rotina e, assim que der, posto novidades e coloco o BdA de volta ao ritmo normal.

Eu disse "nova rotina"? Em janeiro, tiveram início as aulas na Escola Municipal de Ciências Aeronáuticas "Eng. João Ortiz". A escola forma técnicos em manutenção de aeronaves. É uma grande honra fazer parte do corpo de alunos desta instituição. Significa muito para mim. Comentei muito o assunto no meu Twitter, tuitei inclusive que quem digitasse "EMCA" no Google Imagens encontraria uma foto minha com o Cel. José Fernando Lacerda, diretor da EMCA, e que havia desenhado uma insígnia para a turma.

A aula inaugural ocorreu no dia 19 de janeiro e teve uma palestra com o engenheiro Renato Rafael, do Centro de Serviços de Aviação Executiva da Embraer. Ele discorreu muito bem sobre a empresa, o setor aeronáutico atual e as expectativas para o futuro na area.

Eduardo Oliveira e eng. Renato Rafael, da Embraer, após palestra na EMCA (Foto: arquivo de E. Oliveira)

Logo no primeiro dia de aula "normal", dia 24, fui eleito o xerife (uma espécie de representante de turma) da classe. ("Senhor 04! O senhor será o xerife!") É que eu já tinha aprontado certas coisas, como o blog da turma e um grupo de estudos na escola à tarde.

Ah! Antes que eu me esqueça: há alguns dias publiquei o documentário "Alienígenas do Passado". Ele está tendo muitos acessos! O documentário fez tanto sucesso que virou série. Em breve, posto a primeira temporada.

BBB  Outra coisa que aconteceu no primeiro mês da década me deixou um pouco "sem reação": acabei assistindo ao "Big Brother". (Está tudo bem comigo. Já fui a um neurologista e ele disse que não tive nenhuma lesão irreversível por terem sido só cerca de cinco minutos.) Num momento, um telefone na casa tocou. Um rapaz atendeu… Quem era? DARTH VADER!!!

"Come to the dark side..."

Como o nome Darth Vader nunca foi um sinônimo de bondade, o rapaz teve que escolher alguém para ficar sei lá quantas horas numa solitária. Quando você ouve a palavra "solitária", o que vem à sua mente? À minha, vem aquela imagem de solitárias de filmes de terror que se passam em hospitais/presídios psiquiátricos isolados.

Mas, se Darth Vader tinha conseguido ligar para uma casa "isolada" de um reality show brasileiro e falar em português com um participante, tudo era possível! Vai uma menina para a solitária… que tinha geladeirinha, uma cama superconfortável (pelo menos, aparentemente), banheiro e muitas outras coisas que não se espera encontrar numa solitária – o que inclui uma decoração digna de Rede Globo.

Acho que eu passaria os três meses da competição alí dentro! Para ganhar um milhão e meio…!

No dia 28, sexta-feira, houve uma formação de paredão e poucos minutos após o fim do programa, as hashtags de "campanha" já estavam nos Trending Topics brasileiros do Twitter. (Tradução: o programa a acabou e já era um dos assuntos mais comentados na internet brasileira.) E aí eu faço aquele gancho, que para mim é inevitável: se o povo brasileiro se mobiliza rapidamente para eliminar participantes de um reality show, por que não fazem isso para limpar a política?

Na eleição passada, minha região (Vale do Paraíba paulista) registrou uma abstenção de quase 20%. Quando fiquei sabendo disso, pensei "E se ninguém votasse? E se ninguém fosse às urnas para votar no ‘menos pior’?" Seria uma excelente forma de protesto, não acham? Não teríamos que eleger um Tiririca!

(Por falar nisso, ele quer fazer parte da comissão de educação. E o Sarney está no comando do Senado de novo!)

E aí você me diz que "aqueles que acham candidato ‘X’ bom, não vão deixar de votar nele". E é verdade. Por isso é tão importante ter cabeça e fazer a cabeça de quem conhecemos.

Se o povo se mobiliza em poucos dias para decidir algo sem a menor importância pessoal e coletiva, por que não fazer isso para escolher aqueles que pagam para zelar por sua segurança, saúde e educação?

Mas se vocês acham que está tudo bem assim, continuem agindo dessa forma… A política vai continuar a vergonha que é. (E o "Big Brother" vai continuar no ar!)

 

"O que mexe com a libido das mulheres não é a beleza física, é a inteligência. Tanto que revista de homem nu só vende para gays".

– Pedro Bial (1958 – ), jornalista e apresentador do "Big Brother Brasil"

 

Eduardo Oliveira,

editor

Anúncios