Vinte e uma instituições disputam para pagar mais de US$ 28 mi para ter uma das naves. Participe de enquete do BdA.

Na próxima terça-feira, (12/04/2011) o administrador da NASA, ex-astronauta Charles Bolden, deve anunciar as três instituições que receberão um ônibus espacial para guardar e exibir, após a aposentadoria das naves.

Estão na disputa 21 instituições – entre museus e centros turísticos – que lutam pelo privilégio de pagar US$ 28,8 milhões (R$ 46 mi) por um dos três ônibus espaciais remanescentes.

Das naves em atividade – Discovery, Endeavour, e Atlantis – uma delas, o Discovery, já tem destino certo: o Museu Nacional de Ar e Espaço, da Smithsonian Institution. Mas isso significa que o Enterprise, o protótipo de ônibus espacial que atualmente está em poder da Smithsonian, ficará liberado para uma terceira entidade.

O anúncio de Bolden vai coincidir com o aniversário de 30 anos do primeiro vôo de um ônibus espacial: o Columbia foi ao espaço pela primeira vez em 12 de abril de 1981, vinte anos depois do voo pioneiro de Yuri Gagarin, o primeiro ser humano a sair da atmosfera da Terra.

Dos seis ônibus espaciais construídos – contando o Enterprise – dois foram destruídos: o Challenger, que explodiu durante o lançamento em 1986, e o Columbia, que se desintegrou ao reentrar na atmosfera em 2003. Ao todo, 14 pessoas morreram nos dois desastres.

 

Enquete

Ainda dá tempo de participar da enquete sobre a aposentadoria do Discovery. São os últimos dias!

O Discovery se aposentou. O que deve ser feito com ele?








Quantcast

Anúncios