Lançamento não foi anunciado. Para Ocidente, trata-se de aparato militar.

Um satélite de comunicações chinês, possivelmente criado para as forças militares chinesas decolou em um foguete Longa Marcha ontem (18/09/2011). O Chinasat 1A foi lançado às 1633Z (13h33 de Brasília, 0h33 no horário local) da base espacial de Xichang na província de Sichuan, sudoeste do país.

O Longa Marcha 3B/E lançou o satélite de cerca de 5,215 T numa órbita de transferência geossíncrona com um apogeu de mais de 13.875 km, perigeu de quase 75 km e inclinação de 27°, segundo dados de rastreamento de militares estadunidenses.

A China não anunciou o lançamento com antecedência, mas a mídia estatal relatou após o voo que a carga fornecerá "serviços de comunicação de voz, difusão e transmissão de dados de alta qualidade par usuários pela China".

Analistas ocidentais acreditam que o Chinasat 1A servirá aos militares chineses.

Segundo a agência de notícias Xinhua, o satélite foi fabricado pela China Aerospace Science and Technology Corp. O satélite pode ser baseado no modelo de espaçonave DFH-4, a plataforma padronizada para missões de comunicação mais poderosa da China.

O lançamento foi o primeiro do país desde a falha de uma versão diferente do Longa Marcha em 18 de agosto. Foi a décima tentativa de lançamento da China em 2011 – nove obtiveram êxito.

Anúncios