Máquina espiã é a quarta do país. Lançamento foi adiado por mau tempo; satélite de substituir outro aparelho.

O Japão lançou nesta sexta-feira (23/09/2011) um satélite de inteligência a partir e seu centro espacial de Tanegashima, no sudoeste do país, depois de a operação ter sido adiada em três ocasiões no último mês por causa do mau tempo, informou a agência local Kyodo.

(Foto: Jiji Press / AFP)

O satélite foi posto em órbita em um foguete H-2A, em uma operação coordenada pela JAXA, a agência de exploração aeroespacial do Japão, com a fabricante aeroespacial Mitsubishi Heavy Industries.

Entre os objetivos do satélite está o recolhimento de informações sobre o eventual risco que os mísseis norte-coreanos representam para o Japão, segundo a Kyodo.

O Japão já pôs em órbita três satélites desse tipo após os testes de mísseis da Coreia do Norte, e o que foi lançado nesta sexta-feira (23)  tem a missão de substituir um desses três, que já ultrapassou sua vida útil.

Esse quarto satélite espião custou 35,9 bilhões de ienes (R$ 882 milhões), e as despesas relacionadas com seu lançamento alcançaram 10,4 bilhões de ienes (R$ 253 milhões).

Anúncios