Sonda passou por asteroide a caminho de cometa. Centenas de imagens foram feitas.

As mais de 400 fotografias tiradas da superfície do asteroide Lutetia possibilitaram um estudo mais aprofundado do astro descoberto em 1852. Ele aparentemente é um planetesimal, um bloco rochoso que teria dado origem a todos os planetas do Sistema Solar. Com isso, ele poderia fornecer dados sobre a formação da Terra e de nossos planetas vizinhos.

Asteroide Lutetia (Foto via Folha Online)

A 450 milhões de quilômetros da Terra, o Lutetia tem cerca de 120 km de comprimento por 100 km de largura. A sua geologia é complexa e de uma densidade muito elevada para os padrões de um asteroide. A análise está detalhada na edição da revista Science desta semana.

Anúncios