Cientistas acreditam que mineral seja gipsita."É a observação mais ‘à prova de balas’" da missão, disse pesquisador.

O jipe-robô Opportunity, usado pela NASA para explorar o solo marciano, encontrou uma trilha de um mineral que parece ter sido depositado por água. Os cientistas acreditam que a análise do material vai trazer nova compreensão sobre a história dos ambientes úmidos marcianos.

A trilha encontrada pelo veículo da NASA na cratera Endeavour tem entre 1 e 2 cm de largura, por algo entre 40 e 50 cm de comprimento. O aparelho aponta que o solo tem cálcio e enxofre, e os cientistas acreditam que o mineral seja a gipsita, usada na produção de gesso.

Mineral, provavelmente gipsita, encontrado pelo Opportunity (Foto: NASA/JPL-Caltech/Cornell/ASU)

"É um depósito químico relativamente puro que se formou no local em que o vemos. Isso não pode ser dito para outras amostras de gipsita em Marte nem para outros minerais relacionados à água que o Opportunity já encontrou. Não é incomum na Terra, mas, em Marte, é o tipo de coisa que faz um geólogo levantar da cadeira", diz Steve Squyres, da Universidade Cornell, famoso pesquisador do projeto.

"É a observação mais ‘à prova de balas’ que acho que já fizemos em toda essa missão", disse.

A descoberta foi apresentada nesta semana na conferência da União Geofísica Americana, em San Francisco, Califórnia.

O Opportunity e seu gêmeo Spirit, que não está mais em atividade, foram lançados em 2003 e chegaram a Marte em janeiro de 2004. Os dois já fizeram importantes descobertas sobre o solo do planeta vermelho, revelando que o ambiente pode ter sido favorável ao surgimento de micróbios.

Fontes: R7 e Último Segundo

Anúncios