Cosmos: Uma Viagem Pessoal

Direção: Adrian Malone
Ano de lançamento: 1980
Duração: aprox. 780 min. (13 episódios de 60 min.)
País: EUA / RU
Estúdio: KCET, Carl Sagan Productions, British Broadcasting Corporation, Polytel International
Roteiro: Ann Druyan, Carl Sagan, Steven Soter
Produção: Gregory Andorfer, (sênior:) Geoffrey Haines-Stiles, David Kennard, (assoc.:) Judy Flannery, Rob McCain, Robyn Mendelsohn, Tom Weidlinger, Richard J. Wells, (exec.:) Adrian Malone
Apresentação: Carl Sagan
Fotografia: Hilyard John Brown, Chris O’Dell
Direção de arte: John Retsek
Figurino: Maureen Quinn
Edição:James Latham, Roy Stewart
Efeitos especiais:Animagraphics, Cartoon Kitchen, Cinema Research, Computer Graphics Research Group (Ohio State University), Evans and Sutherland, Jet Propulsion Laboratory, Lumeni Productions, Magicam, Modern Film Effects, Motion Pictures, NASA Ames Research Center, New Genesis Productions, Opticam, Precision Film Group, Universal Hartland, Wexler Film Productions

O astrônomo Dr. Carl Sagan nos leva em uma viagem pelo tempo e pelo espaço nesta série de 13 episódios de uma hora originalmente transmitida pela TV estadunidense Public Broadcasting Stations (PBS) em 1980. Sagan apresenta as maravilhas do universo, do microscópico ao incomensurável, de uma forma cativante ao público, tomando a Terra como ponto de referência e falando de forma simples e compreensível a pessoas não acostumadas ao vocabulário científico. Ele compara a exploração espacial a pioneiros dos mares dos séculos passados e usa momentos da história humana – como a biblioteca de Alexandria – para fazer metáforas de futuros acontecimentos espaciais.

São abordados vários tópicos, como as origens da vida, a busca por vida em Marte, a ácida composição da atmosfera de Vênus, o ciclo de vida das estrelas, viagens interestelares, a velocidade da luz, o perigo da auto-destruição humana, e a busca por inteligência extraterrestre por rádio.

Sagan e réplica da sonda Viking (Foto: divulgação)

Ao introduzir a ciência ao público, Sagan faz uma profunda reflexão sobre a ligação que temos com o universo. "Somos todos poeira de estrelas." Ele também incita o espectador a ir além em sua própria busca por respostas, afinal, nossa consciência é forma que o universo encontrou de explorar a si mesmo.

A série foi escrita no fim dos anos 70 e, cerca de 35 anos depois, suas reflexões sobre a preservação ambiental e sobre as paz entre as nações continuam atuais.

Sagan em uma rede de radiotelescópios (Foto: divulgação)Entrou para a história  "Cosmos" é um belo exemplo do alcance que a divulgação científica pode atingir por meios audiovisuais ao contar com o uma personalidade carismática e técnicas adequadas. A série foi exibida pela primeira vez de 28 de setembro a 21 de dezembro de 1980 e já foi vista por mais de 500 milhões de espectadores em 60 países. Sua versão escrita é livro de divulgação científica mais vendido da história.

"Cosmos" foi filmada em quarenta locações em doze países. Foram três anos anos de filmagens. A produção ajudou a tornar famoso o nome do compositor grego Vangelis, que posteriormente faria outros temas famosos, como o de "1942". A série foi exibida pela TV Globo nos anos 80 aos domingos depois do "Fantástico". Editada pela Cosmos Studios, parte de uma fundação para a divulgação científica, a versão em DVD traz atualizações com descobertas e imagens mais recentes.

Vale lembrar estas atualizações foram feitas em 1990 – portanto, os avanços que Sagan apresenta são dos anos 80.

Em 2006, Marcelo Gleiser apresentou no "Fantástico" a serie "Poeira das Estrelas", nos moldes de "Cosmos". Segundo Gleiser, o título veio de uma frase de Sagan na série. Em março de 2008, a TV Escola começou a reapresentar a série dublada. A dublagem de Carl Sagan é feita pelo dublador Sérgio Stern.

Algumas produções são tidas como epílogos de "Cosmos", como entrevistas com Sagan sobre os tópicos abordados na série ou apresentações similares.

Trailer de “Cosmos: A Spacetime Odyssey”, divulgado pela Fox na ComicCon 2013

Em 2014, a TV estadunidense Fox apresentará um "reboot" da série, com apresentado de Neil deGrasse Tyson, roteiro é de Ann Druyan, viúva de Sagan, e produção de Seth MacFarlane.

Original

Ep. 1: The Shores of the Cosmic Ocean

 

O player não funciona?

 

Ep. 2: One Voice in the Cosmic Fugue

 

O player não funciona?

 

Ep. 3: The Harmony of the Worlds

 

O player não funciona?

 

Ep. 4: Heaven and Hell

 

O player não funciona?

 

Ep. 5: Blues for a Red Planet

 

O player não funciona?

 

Ep. 6: Travellers’ Tales

 

O player não funciona?

 

Ep. 7: The Backbone of Night

 

O player não funciona?

 

Ep. 8: Travels in Space and Time

 

O player não funciona?

 

Ep. 9: The Lives of Stars

 

O player não funciona?

 

Ep. 10: The Edge of Forever

 

O player não funciona?

 

Ep. 11: The Persistence of Memory

 

O player não funciona?

 

Ep. 12: Encyclopaedia Galactica

 

O player não funciona?

 

Ep. 13: Who Speaks for Earth?

 

O player não funciona?

 

Dublado

Ep. 1: As Margens do Oceano Cósmico

O player não funciona?

 

Ep. 2: Uma Voz na Fuga Cósmica

O player não funciona?

 

Ep. 3: A Harmonia dos Mundos

O player não funciona?

 

Ep. 4: Céu e Inferno

O player não funciona?

 

Ep. 5: Blues para um Planeta Vermelho

O player não funciona?

 

Ep. 6: Contos de Viajantes

O player não funciona?

 

Ep. 7: A Espinha Dorsal da Noite

O player não funciona?

 

Ep. 8: Viagens no Espaço e no Tempo

O player não funciona?

 

Ep. 9: As Vidas das Estrelas

O player não funciona?

 

Ep. 10: O Limite da Eternidade

O player não funciona?

 

Ep. 11: A Persistência da Memória

O player não funciona?

 

Ep. 12: Enciclopédia Galáctica

O player não funciona?

 

Ep. 13: Quem Fala pela Terra?

O player não funciona?

Anúncios