Veículo manobrou por 100 metros antes de pousar; mais testes serão feitos. Empresa tem contrato com NASA para levar cargas a estação orbital.

A Space Exploration Technologies Corp. (SpaceX) conduziu com sucesso nesta terça-feira (13/08/2013) o mais complexo teste de seu veículo Gafanhoto, fazendo o foguete de decolagem e pouso verticais a subir a 250 metros e guiando-o "pairado" por 100 metros antes de fazê-lo pousar. O voo durou pouco mais de um minuto.

Ontem (14), a SpaceX liberou um vídeo do teste.

Teste do Gafanhoto desta terça-feira (Vídeo: SpaceX)

Autoridades da empresa disseram em uma nota que o teste provou "a capacidade do veículo de realizar manobras mais agressivas do que foi tentado em voos anteriores".

"Desvios como este são uma parte importante da trajetória para pousar o foguete precisamente no local de lançamento após reentrar na atmosfera do espaço a velocidade supersônica."

Teste do Gafanhoto realizado nesta terça (13/08/2013) (Foto: SpaceX)

O teste aconteceu nas instalações de ensaios da empresa perto de McGregor, Texas, onde foram feitos todos os testes do Gafanhoto até o momento.

Em junho, o Gafanhoto, com dez andares de altura, fez seu voo mais alto com pouso na base: 325 metros. A empresa de Hawthrone, Califórnia, também está preparando o Gafanhoto para voar no Spaceport America, no Novo México, onde seria possível mandá-lo para altitudes mais altas.

Mais alto  Os voos em McGregor têm um teto de 760 metros. No Spaceport America, perto do Campo de Mísseis White Sands, os voos poderiam chegar a 100 km sob a licença comercial que o Spaceport tem com o Escritório de Transporte Espacial Comercial da Administração de Aviação Federal.

O Gafanhoto é parte de uma campanha da SpaceX anunciada em 2011 de desenvolver um foguete orbital de primeiro estágio reutilizável. O veículo de teste é baseado boa parte no primeiro estágio do foguete Falcon 9, também da SpaceX, mas tem pernas de pouso e é propelido por um único motor a querosene Merlin 1-D.

O Falcon 9 é usado pela SpaceX para lançar sua cápsula robótica Dragon com carga para a Estação Espacial Internacional. A empresa tem um contrato de US$ 1,6 bi com a NASA para fazer 12 entregas não tripuladas para a Estação. Duas já foram feitas.

Teste do Gafanhoto em 19 de abril de 2013; foguete alcançou 250 metros (Foto: SpaceX)

Os testes do Gafanhoto só podem demonstrar a fase final da missão de um primeiro estágio reutilizável. A SpaceX tem outros testes planejados para manobras que o estágio precisaria fazer em altitude, após a separação do segundo estágio.

Elon Musk, fundador e chefe executivo da empresa, disse que a SpaceX tentaria este teste este ano em uma missão do novo Falcon 9 v1.1. Segundo ele, o primeiro estágio do veículo seria manobrado antes de tocar o oceano.

O Falcon 9 v1.1., um veículo atualizado com motores mais poderosos e uma nova capota de carga, deve fazer seu primeiro voo no início de setembro. A missão deve levar o satélite de clima espacial Cassiope da Agência Espacial Canadense para a Baixa Órbita da Terra da Base da Força Aérea de Vanderberg, Califórnia.

 

 

Anúncios