Exoplaneta tem três vezes a massa de Júpiter. Descoberta foi feita com telescópio no Havaí e anima cientistas sobre avanços futuros.

Após a recente descoberta de um exoplaneta azul, astrônomos descobriram outro mundo colorido, um planeta gasoso muito maior que Júpiter.

O exoplaneta, GJ 504b, gira ao redor de uma estrela parecida com o Sol, GJ504, a 60 anos-luz da Terra e foi descoberto e imageado por uma equipe internacional de astrônomos usando o Telescópio Subaru, no Havaí. Foi chamado de "segundo Júpiter" e orbita sua estrela a uma distância maior que a de Netuno ao Sol. Se seu cálculo de massa estiver correto, será o exoplaneta mais leve já imageado até agora, com três vezes a massa de Júpiter.

A descoberta foi parte do projeto Explorações Estratégicas de Exoplanetas e Discos com o Subaru (SEEDS).

Ilustração de GJ 504b (Foto: Goddard Space Flight Center / S. Wiessinger)

Apesar de seu tamanho, ele é muito mais fraco que sua estrela e só aparece como um ponto de luz. Porém, astrônomos foram capazes de analisar sua luz refletida, determinando que sua cor é mais azulada que os outros exoplanetas já imageados. Isso significa que sua atmosfera é provavelmente menos nebulosa também. Alguns relatórios descrevem a cor do planeta como na verdade magenta, segundo o pesquisador Michael McElwain, do Centro de Voo Espacial Goddard da NASA em Greenbelt, Maryland.

"Se pudéssemos viajar para este planeta gigante, veríamos um mundo ainda brilhando por causa do calor de sua formação com uma cor que lembra uma flor de cereja escura, um magenta enfadonho."

A descoberta é um bom presságio para a possibilidade de poder imagear diretamente planetas do tamanho da Terra futuramente, conforme a tecnologia continua a avançar.

As descobertas serão publicadas no The Astrophysical Journal.

 

Examiner.com

Anúncios