Astronautas tiveram alguns problemas com linhas de fluido. Trabalho rápido no sábado eliminou necessidade de terceira saída da ISS.

Hoje (24/12/2013), uma dupla de astronautas na Estação Espacial Internacional (ISS) fez uma caminhada espacial para consertar um sistema de refrigeração – cuja bomba falhou este mês.

Rick Mastracchio e Mike Hopkins, da NASA, realizaram sua segunda caminhada espacial juntos para terminar o serviço que começaram na primeira: no sábado (21/12/2013), eles removeram um módulo de bomba de amônia que apresentou falha em uma válvula de controle.

Saiba mais sobre a atividade de sábado: "Astronautas da ISS fazem EVA para remoção de bomba de refrigeração com pane", 22/12/2013

Hopkins com o novo módulo (Foto: NASA TV)

"Houston, da câmara de vácuo, apenas gostaríamos de dizer obrigado a todas as ótimas pessoas fazendo todo este trabalho duro para fazer esta estação espacial operacional de novo", disse Mastracchio ao fim da atividade extraveicular (EVA), que durou sete horas e meia.

"Não, obrigado a vocês", disse o astronauta Doug Wheelock, capcom no controle da missão, em Houston. "É o melhor Natal de todos. Obrigado, rapazes."

"Trabalho fantástico, feliz Natal a todo mundo. Foram precisas umas pancadas para terminar, mas nós conseguimos", acrescentou Hopkins.

Falha  Na EVA de hoje, os dois instalaram um módulo de bombeamento do tamanho de uma geladeira do sistema de refrigeração no lado direito da viga principal da ISS. O módulo de 355 kg substituiu a unidade falha que os dois removeram rapidamente no sábado.

A remoção ocorreu dez dias após a válvula dentro do módulo parar de funcionar corretamente e deveria ter sido feita na segunda de três EVAs, mas a dupla conseguiu desconectá-la rapidamente, permitindo que tivesse tempo de removê-la e transportá-la para outra seção da ISS.

O adiantamento no trabalho acabou com a necessidade de uma terceira EVA.

A falha na válvula de controle de fluxo, que regula a temperatura da amônia que passa pela bomba, resultou na restrição de metade do circuito de refrigeração da ISS. Sistemas não-críticos e equipamentos de experimentos científicos em dois laboratórios foram desligados.

Momentos da EVA desta véspera de Natal (Vídeo: NASA TV)

Instalação  No sábado, Mastracchio havia ficado na ponta do Canadarm2, o braço robótico da estação. Hoje, os dois trocaram de lugar – Hopkins ficou no braço e Mastracchio trabalhou ao lado dele – e retiraram o novo módulo da Plataforma de Acondicionamento Externo 3 (ESP-3) e o instalaram no local de onde tiraram o módulo com pane.

"Mike, acho que agora você está no comando do módulo da bomba", disse o japonês Koichi Wakata, que controlava o Canadarm2 para puxar Hopkins e a novo módulo da ESP-3. "Parece bom, está fazendo um ótimo trabalho, parece lindo."

O módulo foi parafusado no lugar 3 horas e 15 minutos após o início da EVA.

Mike Hopkins na ponta do braço robótico da ISS sobre o Peru em EVA na véspera de Natal (Foto: NASA TV)

Neve  A dupla então conectou cinco linhas elétricas e duas de fluido, ligando o módulo aos sistemas da ISS. No processo, eles tiveram problemas em soltar um dos engates rápidos de uma caixa de "jumper" instalada na EVA de sábado.

"Uma coisa que não esperávamos", disse Mastracchio. "Tirar a caixa de ‘jumper’?", respondeu Hopkins. "É."

Com outras ferramentas, eles conseguiram soltar a linha. Na ocasião, foram soltos também flocos de amônia congelada. Mastracchio informou a Houston que os flocos entraram em contato com os dois trajes espaciais – havendo risco de contaminação.

"Pedações grandes, pedaços grandes", disse ele quando o controle da missão deu a ordem de ventilar a linha. "Alguns pequenos, alguns grandes."

Quando a linha foi ventilada, os astronautas confirmaram que "parou de nevar" e prosseguiram com a conexão daquela e das outras linhas. Todas estavam conectadas quando a EVA já tinha 5 horas e 52 minutos.

"Houston, vocês tem um novo módulo de bomba", disse Mastracchio.

Com o módulo no lugar e suas linhas conectadas, os controladores de voo em Houston agora trabalham nos testes da unidade. Estando tudo certo, a reintegração do módulo ao sistema de refrigeração deve começar no Natal.

Hopkins se prepara para fixar-se no braço robótico Canadarm2 (Foto: NASA TV)

EVAs  Esta foi a 8ª EVA de Mastracchio, a 2ª de Hopkins, a 179ª para montagem e manutenção da ISS e a 10ª de 2013. Também foi a segunda realizada em uma véspera de Natal: em 1999, Steve Smith e John Grunsfeld, no ônibus espacial Discovery, conduziram uma EVA de 8 horas e 8 minutos para atualizar e instalar o isolamento do Telescópio Espacial Hubble.

A próxima EVA está marcada para o dia 27 e será feita pelos cosmonautas russos Oleg Kotov e Sergey Ryazansky para instalar um par de câmeras de alta fidelidade e atualizar experimentos no exterior do segmento russo da estação.

 

Space.com

Anúncios