Lançamento ocorreu na Guiana Francesa. Satélites entraram em órbita “errada”.

Foguete Soyuz decola levando satélites Galileo, 22 08 2014
Foguete Soyuz decola levando satélites Galileo, 22/08/2014

Dois satélites do sistema de navegação europeu Galileo lançados na última sexta-feira (22/08/2014) por um foguete soyuz, apresentaram anomalias orbitais com implicações ainda a serem determinadas para a missão, anunciou a European Space Agency (ESA).

A Arianespace, consórcio europeu responsável pelo lançamento, informou em um cominucado que “observações complementares obtidas após a separação” do foguete “põem em evidência uma diferença entre a órbita atingida e a prevista” para o satélite Galileo FOC M1.

O consórcio havia assinalado horas antes que 3 horas e 47 minutos após a decolagem, na plataforma de Kuru, na Guiana Francesa, os satélites haviam entrado em órbita da forma esperada e tudo havia ocorrido como o programado.

Em outro comunicado a ESA explicou que, após notar a discrepância, as equipes estavam “investigando as potenciais implicações para a missão”.

Segundo a agência, ambos os satélites estão controlados de forma segura pelo centro de operações em Darmstadt, Alemanha, e haverá informação sobre seu estado “após as análises preliminares da situação”.

Anúncios