Satélite carrega sensor multiespectral para cobertura global sem precedentes. Constelação faz parte de rede de monitoramento ambiental e de segurança.

O satélite de sensoriamento remoto Sentinel-2B foi lançado ontem (06/03/2017), dobrando a cobertura de imageamento de alta resolução na missão Sentinel-2 para o sistema de monitoramento ambiental Copernicus, da União Europeia

O satélite de 1,1 t foi posto em órbita por um foguete Vega, da Arianespace, lançado a partir do Espaçoporto de Kourou, na Guiana Francesa às 22h49 – hora local e de Brasília. O primeiro estágio separou-se aos 1 min 55 s de voo e o segundo aos 3 min 39 s. Aos 3 min 56, abriu-se a carenagem do nariz. O terceiro estágio separou-se aos 6 min 32 s. Após mais duas ignições, o estágio superior colocou o satélite na órbita heliossíncrona. A separação do último estágio e o satélite ocorreu aos 57 min 57 s.

https://livestream.com/accounts/362/events/7073890/videos/151138505/player?width=640&height=360&enableInfo=true&defaultDrawer=&autoPlay=true&mute=falsehttps://livestream.com/assets/plugins/referrer_tracking.js

Lançamento do foguete com o satélite Sentinel-2B (Vídeo: ESA)

O player não funciona?

A Agência Espacial Europeia (ESA) realizou uma transmissão ao vivo pelo LiveStream. O evento #Sentinel2Go também foi transmitido pelo LiveStream: no Centro Europeu de Operações Espaciais (ESOC), em Darmstadt, Alemanha, 100 integrantes de mídias sociais escolhidos por toda a Europa, convidados oficiais, especialistas da ESA em observação da Terra e a nova geração de usuários de dados do sistema Copernicus acompanharam o lançamento com uma atmosfera informal.

Eles debateram sobre “Segurança terrena e de alimentos”, “Tecnologia espacial, operações e tendências de mercado”, “Áreas marítimas e costeiras” e “Cidades e sociedade”. O evento também contou com transmissões ao vivo da Sala de Controle Principal e do Espaçoporto.

Links de telemetria e controle de atitude foram estabelecidos pelos controladores no ESOC, permitindo que a ativação dos sistemas do Sentinel começasse. O painel solar já se desdobrou.

Após esta fase de lançamento e órbita inicial, que geralmente leva três dias, os controladores começarão a verificar e calibrar os instrumentos para comissionar o satélite. Espera-se que as operações da missão comecem em três ou quatro meses.

https://livestream.com/accounts/362/events/7073890/videos/151136777/player?width=640&height=360&enableInfo=true&defaultDrawer=&autoPlay=true&mute=falsehttps://livestream.com/assets/plugins/referrer_tracking.js

Íntegra da transmissão ao vivo do lançamento do Sentinel-2B, realizada pela ESA (Vídeo: ESA)

O player não funciona?

“Com este lançamento, estamos dando outro passo para avançar o programa Copernicus, que é o sistema de observação da Terra mais sofisticado do mundo. E estamos planejando adicionar mais dois satélites à constelação nos próximos meses: com Sentinel-5P e Sentinel-3B”, disse Jan Woerner, diretor geral da ESA

Sentinela  A missão de imageamento Sentinel-2 baseia-se numa constelação de dois satélites idênticos: Sentinel-2A, lançado em junho de 2015, e Sentinel-2B. Apesar de lançados separadamente, eles estão na mesma órbita, a 180° um do outro. A cada cinco dias, eles cobrem juntos todas as superfícies terrenas, grandes ilhas e águas continentais e costeiras entre 84°S e 84°N, otimizando a cobertura global e a entrega de dados.

Cada satélite Sentinel-2 carrega uma inovadora câmera multiespectral de alta resolução com 13 bandas espectrais. A combinação de alta resolução, capacidades espectrais inéditas, um campo de visão de 290 km e frequência de visitas fornece uma perspectiva sem precedentes. Informações colhidas com esta missão estão ajudando a melhorar práticas de agricultura, monitorar as florestas do mundo, detectar poluição em lagos e costas e mapear desastres.

http://www.esa.int/spaceinvideos/content/view/embedjw/473937

Animação da cobertura do imageamento da constelação Snetinel-2 (Vídeo: ESA)

O player não funciona?

“Estive envolvido pessoalmente no Copernicus desde seu primeiríssimo dia e ajudei a dar forma a ele ao longo de seu caminho. É, portanto, extremamente satisfatório ver a constelação de satélites entregando dados para os serviços que sempre sonhamos”, disse Josef Aschbacher, diretor de programas de observação terrestres da ESA.

“O Sentinel-2A ganha seu irmão gêmeo no espaço com o lançamento do Sentinel-2B hoje. Isso permite cobertura global a cada cinco dias com sensor de alta resolução de 13 canais, o que é sem precedentes nesta classe de satélites. Estou ansioso pelas muitas novas aplicações vindo do Sentinel-2 agora que sua constelação está completa.”

Seis famílias de satélites Sentinel comporão o cerne da rede de monitoramento ambiental Copernicus. Uma iniciativa espacial emblemática da União Europeia, o Copernicus fornece informação operacional das superfícies terrenas, oceanos e atmosfera para dar suporte a definição de políticas ambientais e de segurança e atender às necessidades de cidadãos provedores de serviços.

https://livestream.com/accounts/362/events/7073873/videos/151133286/player?width=640&height=360&enableInfo=true&defaultDrawer=&autoPlay=true&mute=falsehttps://livestream.com/assets/plugins/referrer_tracking.js

Íntegra do #Sentinel2Go, no ESOC (Vídeo: ESA)

O player não funciona?

Anúncios