Foguete será abastecido com astronautas já a bordo; plano ainda depende de certificação final da NASA. Primeiro voo tripulado da Crew Dragon será em abril de 2019. 

O Programa de Tripulações Comerciais (CCP) da NASA e a SpaceX estão finalizando os planos para as operações do dia do lançamento, preparando o primeiro voo de teste tripulado da empresa. As equipes estão preparando o segundo voo de demonstração da nave Crew Dragon, Demo-2, com os astronautas Bob Benken e Doug Hurley, à Estação Espacial Internacional (ISS), em abril de 2019. (Demo-1, o primeiro voo de demonstração, não será tripulado.)

Uma questão importante que o CCP e a SpaceX têm estudado é se astronautas entrarão na nave antes ou depois do abastecimento do foguete Falcon 9. A NASA concordou com a empresa em abastecer o foguete com os astronautas já abordo. Embora o acordo faça deste plano a linha de base para operações, ele ainda depende da certificação final da NASA.

A SpaceX continua a testar e qualificar muitos dos sistemas e componentes do Falcon 9. Equipes da NASA irão revisar, verificar e avaliar tais sistemas e componentes individualmente assim como o sistema de lançamento como um todo. Elas continuarão a conduzir análises independentes e testes para garantir que todos os riscos identificados tenham sido mitigados ou aceitos.

“Para tomar esta decisão, nossas equipes conduziram uma revisão extensiva das operações de solo, projeto de veículo de lançamento, sistemas de escape e histórico operacional da SpaceX”, disse Kathy Lueders, gerente do CCP. “Segurança para nosso pessoal foi o motivo desta análise e a avaliação da equipe foi de que este plano apresenta o menor risco.”

Atividades adicionais de verificação e demonstração, incluindo cinco demonstrações de carregamento da tripulação no Falcon 9 Block 5, serão críticas para a certificação final. Estras demonstrações servirão para ajustar a configuração da tripulação e seu cronograma de entrada antes da Demo-2. Após o acerto destas condições, a NASA avaliará quaisquer riscos remanescentes antes de determinar que o sistema está certificado para o voo tripulado.

Plano  Se tudo correr como planejado, no dia do lançamento, os vasos de pressão de revestimento de compósito (COPVs), serão carregados com hélio e verificados quanto à sua configuração estável antes da chegada dos astronautas à plataforma de lançamento. Então, os astronautas entrarão na espaçonave cerca de duas horas antes do lançamento, com o sistema de lançamento em um estado quiescente. Após as equipes de solo deixarem a plataforma, os sistemas de escape do lançamento serão ativados, cerca de 38 minutos antes do lançamento, logo antes do início do abastecimento. Cerca de 35 minutos antes do lançamento, controladores de lançamento da SpaceX começarão o abastecimento de querosene e oxigênio líquido.

A contagem e as preparações para o lançamento podem ser interrompidas automaticamente até o último momento. A improvável ocorrência de uma emergência antes e depois da ignição, os sistemas de escape permitirão que os astronautas sejam evacuados com segurança.

Este cronograma é consistente com os procedimentos de abastecimento que a SpaceX realiza em suas missões de lançamentos de satélites e de cargas à ISS.

NASA apresenta primeiras tripulações de naves comerciais, 03/08/2018

SpaceX anuncia data de sua primeira missão tripulada à ISS, 14/08/2018

Rússia cessará transporte de americanos à ISS no ano que vem, 02/09/2018